Artigos do Blog

Por Nira Bessler, lifelong learner, especialista em aprendizagem de adultos e apaixonada pelo tema.

O que você aprendeu hoje? Se refletir um pouco, é bem provável que você tenha se deparado com alguma oportunidade de aprender. Não importa se é fim de semana ou dia de trabalho, se você é jovem ou mais experiente. Estamos sempre vivendo situações deste tipo e, muitas vezes, não nos damos conta.

O movimento do Lifelong Learning – expressão que significa Aprendizagem ao Longo da Vida
em inglês – quer chamar a nossa atenção para isso.
 

Falo em ”movimento” porque há cada vez mais instituições mundiais engajadas neste objetivo.

 

●  A Unesco tem o Instituto para o Lifelong Learning (o tema faz parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU).
●  O Fórum Econômico Mundial aborda o tema com frequência, sendo que o relatório Futuro do Trabalho 2020 apontou que ”aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem” estão entre as habilidades que serão mais requisitadas pelas empresas até 2025.
●  A McKinsey publicou no início do ano um relatório superinteressante, reforçando a importância econômica de tornar os trabalhadores chineses aprendizes por toda a vida (lifelong learners). Eles estimam que até 2030, 30% dos trabalhadores chineses vão precisar fazer transições profissionais que demandam habilidades diferentes, mais sociais e emocionais do que cognitivas.

Mas, e no Brasil? Aqui, ainda não vi instituições públicas ou grandes fóruns institucionais abordarem o tema (se você conhece, me conta). Por outro lado, este é um assunto cada vez mais relevante no mundo corporativo.

Vou explicar o porquê, mas antes quero esclarecer um ponto:

aprender por toda a vida não é sinônimo de fazer cursos por toda a vida, ao contrário do que muita gente pensa.

Como comentei no começo do artigo, temos várias oportunidades de aprender durante o dia, mas acabamos deixando passar, porque simplesmente não paramos para refletir sobre elas.
Um impasse no ambiente de trabalho. Um passeio para um lugar diferente. Um encontro inusitado. Uma conversa interessante. Um erro cometido. Todos estes exemplos podem ser fontes de novos insights e comportamentos, especialmente se você buscar intencionalmente refletir e, talvez, conversar ou experimentar a partir dessas vivências.

Lifelong learning é uma postura diante da vida.

Uma postura que envolve a intenção de aprender. Observar o mundo e refletir. Experimentar mesmo não tendo certeza. Para isso, vale a pena cultivar a curiosidade e a mentalidade de crescimento (se você ainda não conhece o termo e ficou curioso, que tal pesquisar? Ou, se não pode agora, anotar para procurar saber mais depois? Isso é uma postura de um lifelong learner).

Participar de cursos e treinamentos com certeza tem um grande valor e faz parte do processo, mas não é suficiente. Até porque, para aproveitar o melhor de um treinamento, ajuda muito ter intenção, abertura e iniciativa para aprender de fato.
Outro ponto é que, com a aceleração das mudanças no mundo de hoje, precisamos administrar 
bem o nosso tempo. A automação, a inteligência artificial e a velocidade da informação transformaram a nossa era em o que chamamos de uma era VUCA – Volátil, Incerta, Complexa e Ambígua, na sigla em inglês.

E um dos ”antídotos” para nos adaptarmos a este mundo é exatamente o lifelong learning.

Então, volto à questão do início: o que você aprendeu hoje? Que tal começar um diário de aprendizagem, em que você fique atento e anote as oportunidades que surgiram no seu dia? Às vezes um pequeno acontecimento pode fazer mais diferença do que você imagina. Pode ser um
bom exercício para se tornar um lifelong learner ou, como diz a famosa música de Gonzaguinha, “um eterno aprendiz”.

Resumindo

●  Lifelong learning significa Aprendizagem ao Longo da Vida
●  O tema vem gerando mobilização internacional porque tem impactos diretos na vida das pessoas e na economia
●  Aprender ao longo da vida não é o mesmo que fazer cursos ao longo da vida, embora eles também façam parte do processo
●  Lifelong learning é uma postura diante da vida e é uma espécie de ”antídoto” para um mundo em constante transformação

 

 

Leia também

Transdisciplinaridade
Reciclare Think.

Transdisciplinaridade

Certo dia, um elefante chegou à cidade pela primeira vez. Um grupo de homens cegos soube da presença do animal e decidiu tentar compreendê-lo pelo toque.

Leia mais »
23 de fevereiro de 2021

Lifelong learning: o que você aprendeu hoje?

Por Nira Bessler, lifelong learner, especialista em aprendizagem de adultos e apaixonada pelo tema. O que você aprendeu hoje? Se refletir um pouco, é bem provável […]
17 de janeiro de 2021

Aprender é um processo e não um evento.

Por Nira Bessler, lifelong learner, especialista em aprendizagem de adultos e apaixonada pelo tema. A partir deste mês, vamos começar uma série de artigos. Em cada […]
17 de janeiro de 2021

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial é um ramo de pesquisa da ciência da computação que busca, através de símbolos computacionais, construir mecanismos e/ou dispositivos que simulem a capacidade […]
17 de janeiro de 2021

Produtividade no dia a dia.

Por diferentes motivos, profissionais enfrentam problemas de produtividade, o que pode impactar negativamente no desenvolvimento de tarefas chaves relacionados ao negócios a que se dedicam. Portanto, […]
17 de janeiro de 2021

Mapa Mental…

Com certeza o desenho acima não é um mapa mental,  e ainda bem né, pois dá para imaginar em que estado estari ao nosso cérebro… Então […]
Buy now